Quinta, 14 Dez 2017
 
 
Iniciativa dos pescadores é exemplo a ser seguido
Decididos a tomar uma atitude positiva frente à indiferença daqueles que jogam lixo em qualquer lugar, os pescadores de Guaratuba e Boracéia deram exemplo de como se ajuda a construir um mundo melhor

Com muito bom humor, os pescadores de Guaratuba e Boracéia e seus familiares tomaram a iniciativa de realizar uma limpeza no Costão e no Rio Guaratuba no último dia 17 de junho com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para os danos causados pelo lixo descartado em locais impróprios.

Em apenas poucas horas, retiraram toneladas de lixo entre palitos de sorvete, papéis, copos e sacos plásticos, latinhas de cerveja, mangueiras, fios, baldes e até restos de embarcações – resíduos que revelam comportamentos pouco amáveis com quem sustenta a vida: a natureza.




Pescadores de Guaratuba e Boracéia exibem lixo retirado do Costão e o do Rio Guaratuba
Prefeitura e Petrobrás forneceram luvas, sacos e caçambas (Foto: Arquivo Federação de Guaratuba)

O gesto dos pescadores é merecedor de todo reconhecimento, pois recolher lixo jogado negligentemente por outro não é fácil. Além de vencer o nojo de tocar na sujeira, os pescadores superaram sentimentos comuns frente ao descaso alheio como o conformismo, a raiva ou o desanimo. No lugar do ´deixa prá lá, não tem jeito mesmo ou o povo é porcalhão´, agiram em benefício do bem comum.

Prejuízos de um simples lixinho

Para os pescadores o lixo tem sido um pesadelo e trazido insegurança quanto ao futuro, pois a redução do estoque de peixes se deve, em grande parte, ao lixo descartado em locais impróprios.Aquele lixinho atirado pelas janelas dos veículos ou jogado nas matas, nas montanhas, nas ruas, nas praias não é inofensivo. Contamina as águas, impregna os solos com resíduos gordurosos e tóxicos, provoca a morte de mamíferos, aves e peixes.

 
next
prev